Construindo bons negócios!



Como se associar


A COOPERCON-BA é uma cooperativa formada por construtores como objetivo de realizar acordos em condições especiais para aquisição coletiva de insumos, equipamentos, e serviços.

Faça sua inscrição na COOPERCON-BA e participe efetivamente das atividades da entidade que está voltada para o interesse dos empresários do setor da construção.

Regras:

Art. 3º - Pode ingressar na COOPERCON - BA, salvo se houver impossibilidade técnica de prestação de serviços, qualquer pessoa física que realize atividades de construção civil, dentro da área de ação da cooperativa definida no art. 1º, que tenha livre disposição de si e seus bens, concorde com as determinações deste estatuto e não pratique atividades que prejudiquem ou venham prejudicar os interesses e objetivos da cooperativa.

§ 1º - Poderão também associar-se à COOPERCON - BA as pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, que tenham por objetivo as mesmas ou correlativas atividades das pessoas físicas, nos termos do presente estatuto.

I – As pessoas jurídicas que tenham por objetivos as mesmas ou correlativas atividades das pessoas físicas de que trata o presente estatuto, e que estiverem constituídas sob a forma de sociedade empresária de propósito específico, consórcio ou cujo objeto social seja temporário, poderão associar-se à COOPERCON – BA e farão jus à condições diferenciadas de integralização de capital social, desde que ao menos uma de suas sócias já figure como associada da COOPERCON.

II – As associadas acima mencionadas terão todos os direitos e deveres dos demais associados, exceto quanto ao direito de votar e ser votado nas assembléias gerais.

III – Após conclusão do objeto social das associadas acima referidas, estas deverão informar sua extinção à COOPERCON, optando por receber o valor de suas quotas partes na forma estipulada no art. 16 do presente estatuto, ou transferi-las à sócia que seja associada à COOPERCON, se for o caso.

§ 2º - O número de associados não terá limite quanto ao máximo, mas não poderá, em hipótese alguma, ser inferior a vinte pessoas físicas.

§ 3º - A COOPERCON - BA poderá limitar o ingresso de associados na medida das suas capacidades técnica de prestação de serviços.

§ 4º - Os casos omissos relativos a ingresso na cooperativa serão decididos pelo Conselho de Administração.

Art. 4º - Para associar-se, o candidato preencherá a respectiva proposta fornecida pela COOPERCON - BA, assinando-a juntamente com um associado em pleno gozo de seus direitos e juntará documentos comprobatórios da sua condição, quando solicitados pela cooperativa.

§ 1º - Aprovada a proposta pelo Conselho de Administração, o candidato subscreverá as “quotas parte” de capital, nos termos e condições previstas neste estatuto, e, juntamente com o presidente, assinará o livro ou ficha de matrícula.

§ 2º - A subscrição das “quotas parte” de capital pelo associado e a respectiva assinatura no livro ou ficha de matricula completam a sua admissão na sociedade.

Art. 5º - Cumprindo o que dispõe o artigo anterior, o associado adquire todos os direitos e assume todos os deveres e obrigações decorrentes da lei, deste estatuto, do regimento interno e das deliberações tomadas pela cooperativa. s das assembléias gerais;

III. Satisfazer pontualmente os seus compromissos perante a cooperativa, como o de participar ativamente de sua vida societária e empresarial;

IV. Contribuir com o que lhe couber, na conformidade das disposições deste estatuto, para a cobertura das despesas da sociedade;

V. Sempre que requisitado prestar, à cooperativa, esclarecimentos relacionados com o volume de seus negócios e com as atividades que lhe possibilitaram associar-se;

VI. Adquirir insumos, máquinas, equipamentos bem como os serviços, contratados previamente com a cooperativa e realizar, com ela, as demais obrigações que constituem seus objetivos sociais, justificando suas omissões a esse respeito perante o Conselho de Administração e pagando as multas impostas contratualmente;

VII. Zelar pelo patrimônio moral e material da cooperativa, colocando os interesses da coletividade associada acima dos interesses individuais;

VIII. Participar das perdas apuradas em balanço na proporção das operações que houver realizado com a cooperativa, se o fundo de reserva não for suficiente para cobri-las;

IX. Aplicar os recursos específicos obtidos na cooperativa nas finalidades previstas nos orçamentos;

X. Declarar o seu impedimento de votar nas deliberações, sobre qualquer operação em que tenha interesse oposto ao da cooperativa. disposições estabelecidas neste estatuto.